Redes comunitárias wi-fi

Da Hacklaviva

O Hacklaviva abraçou com grande entusiasmo este projecto depois de contactos com comunidades criadas há alguns anos. O sucesso destas iniciativas e o sucesso que conheceram bom acolhimento junto das populações foram alavancas para a acção.

Índice

Objectivos

  • Permitir o acesso às redes e à partilha a todos os cidadãos que o desejem
  • Contribuir para um uso mais livre e esclarecido das redes
  • Pôr a tecnologia ao serviço das necessidades de informação específicas das comunidades

Sessões

Aqui estão documentadas as principais acções do Hacklaviva.

  • #0 sessão: 15 de Setembro 2010 - Palestra sobre Redes comunitárias wi-fi com a presença de responsáveis das Associações Guifi.net (Barcelona) e Unimos.net (Nazaré) a convite do Hacklaviva. Para muitos foi o primeiro contacto com esta realidade. Fica assente que o Hacklaviva vai ligar-se à Unimos.net para poder usufruir de apoio técnico e orientações. Por sua vez, a Guifi.net vai e a Unimos.net vão estudar a fusão, tendo para tal de estudar os IPs e a possibilidade de dar-se o caso de repetição de números.
  • #1 sessão: 2 de Outubro 2010 - Acerto dos próximos passos a dar para a criação de pequenas redes no centro do Porto. Vários sítios foram apontados para a localização das antenas, também conta-se com algum material cedido pela Unimos para primeiras experiências e contactou-se José Monteiro da Unimos.net para uma conversa via Skype de teor técnico para a execução dos primeiros trabalhos.
  • #2 sessão: 30 de Outubro 2010 - Ligação Skype com Zé Monteiro e Hugo da Unimos.net sobre como pôr no terreno o projecto. Abaixo seguem os aspectos discutidos.
    • Divulgação: junto de pessoas e instituições, mais recentemente no Future Places. Bom acolhimento.
    • Apoio da Unimos.net: Na montagem inicial e na cedência de algum material
    • Trabalho de casa: Site survey, ou seja, ver o ambiente, condições, tirar fotos panorâmicas, analisar o espectro (em princípio será 12 ou 13, mas testar também o 11). Cuidados a ter na escolha dos locais: acesso 24h para a fase de testes vai ser necessário, afastamento dos 2 pontos de 600m a 1km.
    • O que se vai fazer
      • Material: caixa; 2 rádios (1 rádio acesso e outro em backbone ad hoc que deve ser configurado pelo grupo para compreender o processo) O 2º rádio pode ser portátil; servidor para monitorizar localmente sem gastar banda da rede na transferência; acesso à registery via email. NB: Os canais vão ser de 5 GHz que dá bem para 4 ou 5 nós. A partir de 6, 7 nós, passa a ser necessário subir a capacidade.
      • Envio de material: pela rodoviária para criar o nó; em mão quando for para montar tudo.
      • Encontro para montagem: 21 de novembro

Elementos

  • Ricardo
  • Ana
  • Sérgio
  • Tiago
  • Vítor
  • Cláudia
  • ...

(se não estás aqui, coloca o teu nome e aparece!)

Documentação

  • Guifi.net - É actualmente uma Fundação e operadora de redes abertas. A sua estrutura é horizontal e participativa, incluindo na sua orgânica pessoas individuais, empresas e organismos. É a maior rede comunitária sem fios, tendo 120 super-nós e 10700 nós por toda a Espanha. O sítio web da Guifi tem imensa informação - desde manuais a vídeos e apresentações que usam para dar a conhecer a Guifi e a sua actividade, e encontra-se em várias línguas.
  • Unimos.net - É uma Associação com 3 anos que tomou como modelo a rede Freifunk na Alemanha. Começou na Nazaré, estendeu-se para Quiaios e Ourém, criando túneis. Nas páginas do site, encontramos informação de como ligar-se à Unimos.
Hackmeeting